Já sabemos que o e-commerce é um dos principais canais de compra do brasileiro. Segundo o Portal PE, o crescimento do comércio on-line acontece pela facilidade, praticidade e comodidade de comprar onde e quando quiser, pesquisando em diversas lojas, mesmo sem sair de casa. E a tendência é que esse tipo de comércio ganhe mais força.

Em função do fluxo de compras, aumenta também o número de fraudadores. Em busca de mais segurança nas suas transações, os comércios eletrônicos tentam se proteger cada vez mais dos cibercriminosos. Segundo o E-commerce Brasil, os fraudadores não são criminosos amadores, mas sim, especializados e extremamente habilidoso em programação. Em sua maioria, os produtos-alvo têm valor agregado e alto poder de revenda, como eletroeletrônicos, passagens aéreas, roupas, joias e calçados.

Porém, com o maior investimento para evitar os fraudadores, alguns compradores legítimos têm sido barrados pelos sistemas de segurança. O primeiro passo para começar a solucionar o problema é ter conhecimento de quais são as ferramentas disponíveis que possam auxiliar as empresas sobre que tipo de fraude está acontecendo, a quantidade e a frequência, quais os filtros ou parâmetros posso usar para minimizar o impacto entre a experiência do cliente e evitar fraudes. É importante que o lojista esteja atendo a essas informações, evitando assim que o e-commerce perca dinheiro com as fraudes e ou perca clientes por impor grande fricção.

O equilíbrio é o melhor caminho.

.  Alguns pontos básicos podem fazer com que um comprador legítimo seja barrado, como:

– Preenchimento incorreto de dados ou falta de preenchimento;

– Mudança de endereço de cobrança do cartão;

– Mudança de endereço de entrega do produto;

– Valor de compra muito diferente do hábito do consumidor;

– á ter sido alvo de fraudadores, e ter seus dados comprometidos.

Estes itens, nem sempre podem ser atrelados a um comportamento de fraude, por isso a ferramenta que analisa múltiplas informações e comportamento é a solução para crescer.

Como solucionar esse problema?

A Emailage possui o EmailRisk Score, um produto desenvolvido especialmente para uma maior proteção das vendas que utilizam o e-mail. Nossa pontuação preditiva de risco de fraude on-line usa metadados de endereço de e-mail como principal elemento para avaliação de risco transacional e validação de identidade. Nossos perfis de identidade on-line fundem esses dados com outros elementos, como número de telefone, endereço e nome do cliente. Dessa forma, sua empresa estará protegida, sem perder bons clientes.